Contactos

Centro de Capacitação Profissional Mark Way

  • Pessoa de contato: Marcos Gomes Junior/ Prof Celso Bruno
  • Telefone: +55 (21) 7738-88-47, 32735808
  • Endereço postal: Rua Fábio luz 463, Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 20720-350, Brasil

Renovações do site

Administrar pessoas

01/06/14

Apostar na serenidade
E o único meio para ser possível tirar essa ideia da teoria é apostando na serenidade. Sim, isso mesmo. Profissionais resilientes, donos de uma equilibrada inteligência emocional tendem a se sair melhor em tempos de crise.

Motivo? “Quando estão sendo impulsivos e não conseguem trabalhar, descem para olhar o mar”, afirma Figueiredo, fazendo uma alusão à própria rotina. Por morar no Rio de Janeiro, o consultor tem como hábito vislumbrar o mar por alguns minutos quando as coisas ficam tensas na rotina. Ele afirma que quando volta para os afazeres, consegue olhar as tarefas e problemas sob outro ângulo.

A inteligência emocional não é necessária apenas para garantir sua sanidade mental durante o expediente. Mas também é um fator essencial para a resolução de conflitos. “Crescimento é um puxando a corda do outro porque a empresa tem que trabalhar mais rápido”, descreve Furlan.
Tanto em momentos de aceleração quanto de desaceleração, é fundamental pessoas que consigam amenizar os atritos pessoais gerados pelo contexto em questão.

Já as habilidades comportamentais são um pouco mais subjetivas mas não menos importantes do que o conhecimento técnico para aqueles que querem alcançar reconhecimento em sua profissão. Estas habilidades tratam da nossa capacidade de gerenciamento da carreira, relacionamento interpessoal, imagem perante o mercado, atendimento e capacidade empreendedora para colocar idéias e inovações em ação.
É comum observarmos profissionais extremamente competentes nos aspectos técnicos da sua área de trabalho, mas que não conseguem reconhecimento, sucesso financeiro e crescimento dentro de suas profissões pela sua dificuldade em lidar com as habilidades comportamentais como: atendimento ao cliente, marketing pessoal (imagem transmitida, atitude, entusiasmo), relacionamento interpessoal (comunicação, trabalho em equipe, liderança) e visão empreendedora (capacidade tornar sonhos em metas e ações). Porém o oposto também é verdadeiro. Existem pessoas com boas habilidades comportamentais, mas com baixo conhecimento técnico.
Quando a “balança” entre a área técnica e a comportamental pende mais para um lado é porque está faltando equilíbrio entre as partes, e são carências a serem trabalhadas e desenvolvidas. Por exemplo: um empresário com muito entusiasmo e vontade por inovar pode colocar sua empresa em serias dificuldades por adotar ações sem critério técnico.

Artigos anteriores
ÉPOCA NEGÓCIOS
ÉPOCA NEGÓCIOS

21/06/13

10 FRASES QUE NUNCA DEVEM SER DITAS DURANTE UMA VENDA
PALESTRA "OS DONOS DO FUTURO
PALESTRA "OS DONOS DO FUTURO

15/04/13

Questionário da palestra "OS DONOS DO FUTURO" realizada na semana de eventos ESTÁCIO DE SÁ, campus NOva América
CCP Mark Way

19/07/12

"A importância de se definir o importante" Em que tipo de armadilhas os profissionais podem cair quando optam por apenas resolver questões urgentes?