Contactos

Centro de Capacitação Profissional Mark Way

  • Pessoa de contato: Marcos Gomes Junior/ Prof Celso Bruno
  • Telefone: +55 (21) 7738-88-47, 32735808
  • Endereço postal: Rua Fábio luz 463, Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 20720-350, Brasil

Renovações do site

As cores do marketing

15/04/11

AS CORES

A cor é uma impressão variável de um raio luminoso nos órgãos visuais; Um processo complexo resultante do processamento do olho e do cérebro. O que determina a percepção de cor que temos é a presença de alguns fotopigmentos no olho que se sensibilizam de forma distinta diante de diferentes comprimentos de onda que cada nuance de cor apresenta, as espécies de seres vivos percebem a cor distintamente umas das outras. Pode-se dizer que o fenômeno da cor está na mente.
Há cores quentes e frias, leves e pesadas, calmantes e excitantes, de alívio e opressivas. Os efeitos psicodinâmicos das cores são bastante variados, isso é causado pela predominância da visão em relação aos outros órgãos do sentido. As cores apresentam grande influência no comportamento, justamente por este motivo os profissionais de comunicação e marketing devem atentar sobre suas funções específicas, elas devem ajudar na clareza da mensagem que será transmitida, reforçar a mensagem e levar a ação proposta. O profissional deve além de conhecer os efeitos das cores ter em mente o target a ser atingido, o efeito desejado e sempre lembrar que traços culturais podem distorcer uma ótima peça de comunicação em uma piada ou mesmo uma ofensa.
As cores quentes como o amarelo, laranja, vermelho e suas nuances, são cores fortes, com freqüência mais baixa, tendem a estimular os sentidos dos receptores. Utilizadas em peças publicitárias relacionadas a alimentos e ambientes de marketing como por exemplo nas paredes de uma lanchonete, pois instigam o apetite, principalmente o laranja. Estas cores em tons fortes podem tirar o sono e fazer as pessoas transitarem mais rápido, podendo ser usadas por exemplo em ambientes em que o tempo de transição de clientes deva ser mais rápido. Cores frias como azul e verde ao contrário acalmam e podem fazer juntamente com outros fatores de um ambiente com que o cliente passe mais tempo no interior de uma loja por exemplo. Peças publicitárias e ambientes de marketing podem combinar, gradativamente em acordo com o efeito desejado, cores quentes e frias.
A cor preta pode passar sensação de sombra, noite, sujeira. Pode ser percebida como expressiva e angustiante ao mesmo tempo. O preto e o cinza juntos ou separados podem remeter a uma idéia de elegância, de ambiente refinado. A cor Branca, passa pureza e sinceridade. O vermelho, nos remete à paixão, força, sexo, calor, vitalidade, é uma cor que desperta o senso de competitividade e abre os apetites. A cor Laranja é a mais chamativa, passa alegria, entusiasmo, esperança, disposição, combate o cansaço aumenta o otimismo e é largamente utilizada em restaurantes e lanchonetes por abrir o apetite do cliente.
O Amarelo é comunicação, bom humor, brilho, ativa o sistema nervoso, o aparelho digestivo e estimula o funcionamento do cérebro. Verde, versatilidade, simpatia e renovação, é considerada uma cor de equilíbrio e reduz a tensão acalma e como foi dito pode ser responsável por manter um cliente mais tempo em um ambiente de marketing. O Azul, sinceridade, sensibilidade, independência e dependendo da tonalidade traz uma forte carga de tradição a mente de quem o percebe. Aumenta a tranqüilidade, relaxa os músculos e ajuda na meditação e como o verde pode manter o cliente onde você quer que ele esteja. A cor violeta pode ser percebida como: Sabedoria, filosofia, sofisticação, contemplação, espiritualidade, igreja.
Treinamentos motivacionais, técnicas de vendas, estratégias empresariais e capacitação
CBS consultoria- Prof.Celso Bruno- prof.celsobruno@hotmail.com
Antes de imprimir tenha em mente a sua responsabilidade e respeito com o Meio Ambiente.

Fonte: Prof Celso Bruno CBS consultoria

Artigos anteriores
Texto negociação
Texto negociação

10/04/11

Constantemente postaremos textos direcionados e área comercial
texto negociação página 2
texto negociação página 2

10/04/11

Continuação matéria negociação pag 2
texto sobre negociação pag 3
texto sobre negociação pag 3

10/04/11

texto sobre negocição pag3