Contactos

Centro de Capacitação Profissional Mark Way

  • Pessoa de contato: Marcos Gomes Junior/ Prof Celso Bruno
  • Telefone: +55 (21) 7738-88-47, 32735808
  • Endereço postal: Rua Fábio luz 463, Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 20720-350, Brasil

Renovações do site

Os lideres dos BRICS

15/04/11

Na África nem tudo é pobreza. O único hotel de seis estrelas do mundo está localizado na África do Sul.

Paródia

A África precisa mudar
Dividir suas riquezas direito
A desigualdade é seu defeito
A fome e sua cara
Por que não mudá-la?

A África precisa mudar
Fazer seu próprio jogo
Saber tudo do seu povo
Sem deixar nenhuma marca
Sem cobrar nada

Mas no final nem sempre fica tudo bem
A África se ajeita com a renda pequena
Com muitos problemas e sem valor

Então você se entristece
O povo africano não percebe
Que até agora nada mudou
E a pobreza continuou
Pobreza e riqueza na África

No decorrer dos últimos anos, a África vem sofrendo com a pobreza e com a miséria, um problema que esta afetando a todos que moram nesse continente. As profundas desigualdades na distribuição da riqueza no mundo atingem atualmente proporções verdadeiramente chocantes e o número de pobres não para de crescer, principalmente nos países africanos. Com o aumento da pobreza, nos últimos 30 anos, as grandes quantidades de pessoas que se sustentam com apenas 1,00 dólar acabam se duplicando, fazendo com que a pobreza aumente cada vez mais. A maior riqueza da África são os recursos minerais, explorados na República da África do Sul (ouro, diamantes, urânio, vanádio, níquel etc.) e no planalto de Katanga, no Zaire (cobre, zinco, chumbo, estanho), o que favoreceu um importante desenvolvimento industrial nessas regiões. Outros abundantes recursos do subsolo africano são o ferro, a bauxita, o manganês e o cobalto. O Saara possui grandes reservas de fosfatos, petróleo e gás natural. O continente é pobre em jazidas de carvão, mas o enorme potencial hidrelétrico de seus rios e lagos constituem importante fonte de energia, capaz de impulsionar o desenvolvimento industrial. As principais represas são as de Assuã, no rio Nilo (Egito), Owen Falls, na cabeceira do mesmo rio (Uganda), Akosomba, no Volta (Gana), e Kariba, no Zambeze (Zâmbia-Zimbábue).

Letycia Abreu n° 22 e Lorena Oliveira n° 23 7ª E
Já o presidente da África do Sul, Jacob Zuma, que participa pela primeira vez como membro do Brics, seu país tem uma importância especial por estar no continente africano e desempenhar um papel essencial no desenvolvimento daquela região, considerada a mais pobre do mundo.
Os líderes do Bric (Brasil, Rússia, Índia, China, e agora, África do Sul) defenderam nesta quinta-feira duas reformas durante a reunião de cúpula realizada na cidade chinesa de Sanya: a da Organização das Nações Unidas (ONU) e do sistema financeiro internacional.

"A reforma da ONU e de seu Conselho de Segurança são essenciais porque não é possível iniciarmos a segunda metade do século XXI vinculados a um acordo institucional criado após a guerra", declarou a presidente Dilma Rousseff em entrevista coletiva (de acordo com o site "G1"), lembrando que a formação atual do órgão ainda é referente ao pós-Segunda Guerra Mundial.

Além de Dilma, também participaram do encontro os presidentes Dimitry Medvedev (Rússia), Hu Jintao (China), Jacob Zuma (África do Sul) e o primeiro-ministro Manmohan Singh (Índia). O ponto central do comunicado conjunto é a ampliação das vagas permanentes no Conselho de Segurança: "China e Rússia (membros permanentes do Conselho de Segurança) reiteram a importância que dão ao status de Índia, Brasil e África do Sul nos assuntos internacionais e entendem e apoiam sua aspiração de ter um maior papel na ONU".
Além das Nações Unidas, o Bric também destacou a necessidade da reforma do Fundo Monetário Internacional como forma de preservar a conjuntura econômica mundial de impactos fortes como a crise de 2008: "A crise financeira internacional expôs as insuficiências e deficiências do atual sistema monetário e financeiro. Apoiamos a reforma e a evolução do sistema monetário internacional, com um sistema de reserva de divisas internacional amplo que dê estabilidade e segurança", completa a nota.

A presidente frisou que a intenção do grupo de países emergentes não é entrar em rota de confronto com outros grupos: "Somos a favor de um mundo multipolar, sem hegemonias nem zonas de influência".
"O Brics não é organizado contra nenhum grupo de países, na verdade, trabalhamos por mecanismo de cooperação e governança global. A criação do G20 representou um avanço e o primeiro sinal do reconhecimento da necessidade de mudanças da governança global. Queremos intensificar nossa coordenação nos termos tratados no âmbito do G20, mantendo a abertura ao diálogo no que se refere aspiração de todos os países em desenvolvimento."
Na reunião, os líderes concordaram em que os países do Brics contribuiram para a recuperação da economia mundial e continuarão promovendo o crescimento forte, sustentável e equilibrado da economia global. O presidente sul-africano, Jacob Zuma, participou do encontro pela primeira vez. Ele disse que como um importante bloco econômico da África, a África do Sul constitui uma ponte para cooperações entre os Brics e países africanos. Ele ainda expressou sua opinião sobre governança global:
"Devemos promover a reforma do sistema financeiro internacional e a justiça e o equilíbrio da ordem econômica do mundo. Ainda espero que a Conferência da ONU sobre Mudanças Climáticas a ser realizada neste ano na África do Sul passa obter êxitos com efeito jurídico."
No encontro, os dirigentes chegaram ao consenso em diversas questões internacionais. O presidente russo, Dmitry Medvedev, disse:
"Estamos atentos à questão da variação do preço de produtos agrícolas, e concordamos em incluir este item na agenda da cúpula do G20 neste ano. Consideramos ainda que a questão da Líbia deve ser resolvida por meios políticos e diplomáticos, e que os esforços dedicados pela União Africana merecem elogios."

Treinamentos motivacionais, técnicas de vendas, estratégias empresariais e capacitação
CBS consultoria- Prof.Celso Bruno
Antes de imprimir tenha em mente a sua responsabilidade e respeito com o Meio Ambiente.

Fonte: CBS consultoria

Artigos anteriores
Texto negociação
Texto negociação

10/04/11

Constantemente postaremos textos direcionados e área comercial
texto negociação página 2
texto negociação página 2

10/04/11

Continuação matéria negociação pag 2
texto sobre negociação pag 3
texto sobre negociação pag 3

10/04/11

texto sobre negocição pag3